Violentamente pacífico

vídeo de Gabriel Teixeira, encontrado aqui

Nesta segunda-feira, cerca 1500 cidadãos que ocupavam há 2 anos um terreno pertencente à Viação Campo Limpo (empresa de ônibus) no Capão Redondo foram jogados no olho da rua sob o som, a fumaça e o impacto das bombas e tiros disparados pela tropa de choque da polícia militar.

Nenhuma solução habitacional foi apresentada para as famílias despejadas. Por enquanto, o Estado brasileiro só agiu para defender a propriedade privada ociosa. Uma rua cheia de lama será a casa destas pessoas na fria noite de hoje. Amanhã, nem isso.

Antes de pensar e emitir opiniões sobre o assunto, ouça com atenção às sábias palavras de RAS Mc Léo Carlos no vídeo acima. Ou leia esta postagem do escritor Ferréz, morador da região.

Reintegração de posse no Capão Redondo é concluída, mudança continua na 3a (UOL)
Trator derruba barracos e PM faz reintegração na zona sul (OESP)
Poste de Serra ataca os pobres. Quer que eles voltem ao Nordeste (Conversa Afiada)
Governo do Estado tripudia sobre desabrigados: “A gente faz. E faz bem feito” (Panóptico)
Em SP, famílias do Olga Benário resistem à decisão da Justiça
Viação Campo Limpo e PMSP despejam ocupação Olga Benário (CMI)

fotos:
Estado de São Paulo
UOL

Error thrown

Call to undefined function ereg()