Luís XV e as calçadas


foto também publicada no cadê a calçada?

A dependência pelo automóvel é engraçada: o sujeito paga R$6,00 pela “comodidade” de não caminhar algumas quadras no espaço público.

O medo de andar nas ruas “perigosas, violentas e abandonadas” somado à mania de ostentação da “Casa Grande” e à farta mão-de-obra vinda da “Senzala” consolidaram esta aberração urbana chamada “valet park”.

Estacionar a carruagem na porta porta do castelo era hábito comum entre os nobres da Idade Média. Vassalos e cocheiros encarregavam-se de alimentar os cavalos e providenciar um local seguro para o veículo. Em outras partes do mundo, os “valets” continuam destinados apenas aos muito bem-nascidos.

Em São Paulo, cidade que valoriza a combinação de fachadas neoclássicas com sistemas de segurança estilo Auschwitz, qualquer bodega possui “manobrista no local”. Falta só o tapete vermelho para que o condutor do veículo comprado em 3 anos de prestações se sinta um verdadeiro Luís XV.

A ironia fica para a pergunta “quantas vezes você foi assaltado dentro do carro ou teve o veículo roubado?”. Poucos motoristas responderão “nenhuma”, apesar da grande maioria se sentir mais seguro dentro de um veículo particular e morrer de medo das ruas por eles abandonadas.

Share

3 Comments

  1. Renato Santos
    Posted 02/11/2006 at 15h26 | Permalink

    Conheço esse local.Fica perto do Pq. do Ibirapuera.Trabalho na região.
    Além de estacionarem as “carruagens” em cima das calçadas.
    è frequente ver os manobristas voltar de ré nesta rua de mão unica (Contra-mão) para estacionar os veiculos no posto de gasolina da esquina.
    E se atropelarem alguém?
    ou acolherem um cilcista subindo a rua?
    Quem irá se responsabilizar?
    Cade a Fiscalização?
    Lamentavel…

  2. Anonymous
    Posted 02/11/2006 at 21h36 | Permalink

    A solução pra essa questão dos carros é aproveitar o subterrâneo das cidades. Tem exemplo de cidades assim em “megacontruções” da tv a cabo. Um dia se a humanidade chegar lá, chegaremos a esse nível. Acho melhor nos preocuparmos com a degradação da educação cristã nesse mundo. Abraço!

  3. Marcelo
    Posted 03/11/2006 at 11h51 | Permalink

    Hahahahaha, essa é muito boa! Cristo vai salvar a humanidade do flagelo imposto pela massa motorizada? E enterrando-os? Enterrem junto todas as religiões!!!

2 Trackbacks

  1. […] um carro estacionado sobre a calçada, principalmente em porta de restaurante (como esse Lilló, que faz isso há anos impunemente), a gente liga pra CET, no telefone 1188. […]

  2. By Calçada bloqueada « Pedalante on 28/10/2009 at 9h31

    […] Luís XV e as calçadas […]

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*