Airport Bike Service – Aline

Sem a integração dos aeroportos paulistanos com as redes de trens ou metrô, a pobre Aline teria algumas opções para chegar em casa na volta de suas férias em Aracaju.

Ou ela contaria com um amigo possuidor de automóvel para buscá-la queimando combustível, ou gastaria bastante dinheiro com um taxi, ou seria obrigada a levar algumas horas para ultrapassar (pelo menos) duas catracas de ônibus, carregando suas malas em coletivos que balançam, correm, solavancam, fazem barulho, custam caro e não têm horário certo para passar. Isso se eles ainda estivessem passando no horário em que ela chegou.

Nada como um pequeno grupo de amigos dispostos a tornar a volta de Aline para casa mais segura, econômica e agradável.

Compartilhe

2 Comments

  1. Posted 23/01/2010 at 12h17 | Permalink

    nada como ter amigos

  2. Posted 30/01/2010 at 13h51 | Permalink

    Putz, perdi essa!!!!
    Adorei galera!!!
    Seja bem-vinda Aline!

    Inté

    Victor

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*