Quantas pessoas morrerão neste feriado?

mais_feriado02.jpg

Todo feriado ou final de semana é a mesma história. De tempos em tempos, a parte da sociedade que trabalha para dirigir e dirige para trabalhar tem a sua válvula de escape aberta.

Confinados diariamente em automóveis que andam a 20km/h, respirando poluição e sem contato com outros seres humanos, a casta dos motoristas vive angustiada nas cidades.

mais_feriado03.jpg

Quando a porteira se abre, a boiada pisa fundo. Inspirada pela publicidade criminosa, pelas provas corridas de fórmula um e afins e pelo individualismo crescente, colocam suas máquinas de duas toneladas para “voar baixo” em estradas e ruas. Querem “chegar logo” ao seu destino, economizar 10 minutos na viagem ou experimentar a “emoção” da potência reprimida.

Nas cidades não é muito diferente. Nos feriados e finais de semana, o número de mortos em acidentes (?) de trânsito cresce exponencialmente. A violência do motor, contida pelos congestionamentos cotidianos, se transforma em assassinatos e suicídios a combustão.

mais_feriado01.jpg

Novembro e dezembro são meses caóticos em São Paulo. Dirija para comprar, compre para dirigir. As festas de final de ano e a vontade de se livrar de mais doze meses de pressão motivam a insanidade coletiva e generalizada nas ruas. Cada ano que passa parece que tudo realmente vai acabar na capital do automóvel.

Vale a pena se cuidar nesta época do ano, evitar dar bobeira durante as noites tensas de alegria imbecil. Afinal, um carro é um acidente procurando algum lugar para acontecer.

Não assassinar, uma das vantages de não dirigir
Mais um recorde de congestionamento na véspera do feriado

Share

2 Comments

  1. Posted 16/11/2007 at 11h48 | Permalink

    ‘… um carro é um acidente procurando algum lugar para acontecer … ‘
    ótimo.

  2. Posted 16/11/2007 at 18h07 | Permalink

    Como sempre muitas pessoas irão morrer neste feriado. Torço para os números cairem mas sabe como é, alcool + imprudência + automovel + desinformação = acidentes

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*