Televisão no meu busão, não!

foto: panóptico

Uma das ações mais marcantes da atual administração municipal é a comercialização dos espaços públicos. Depois de retirar os outdoores com a lei Cidade Limpa, começou a venda e o aluguel de locais estratégicos para a exploração publicitária. E a cidade novamente começa a se encher de mensagens comerciais por todos os lados.

A decadência comercial da televisão aberta transformou a exposição incondicional dos olhares dos passageiros de ônibus em uma grande oportunidade para a manutenção do poder de influência das emissoras. A iniciativa privada pediu, os serviçais públicos atenderam: no começo de 2007, aparelhos de televisão começaram a ser instalados nos ônibus da capital.

A invasão começou com vaselina: vinhetas educativas, informações, serviços e outras imagens “inofensivas” fizeram parte da primeira fase da programação. Em 2009, a prefeitura anunciou uma “parceria” com a Rede Globo (através da operadora do serviço de TV em ônibus), que permitiria a transmissão ao vivo de conteúdo da emissora. Outras redes de tevê já transmitiam imagens de sua programação dentro dos ônibus, mas a Globo foi a primeira a avançar sobre o “ao vivo”.

Atualmente, novelas e outros programas de teleidiotização em segundo grau podem ser vistos dentro de centenas de ônibus da capital. Alguns deles começaram a receber cartazes questionando a iniciativa. No espírito do “faça você mesmo”, cidadãos da metrópole protestam contra a venda compulsória dos olhares e a comercialização do direito ao transporte.

televisão no meu busão, não – panóptico
sorria, você será manipulado (e vai pagar R$ 2,30 R$ 2,70 por isso)
tv no ônibus, a comercialização das mentes e a lei cidade limpa
artigos sobre televisão no apocalipse motorizado

Share

4 Comments

  1. Posted 28/12/2009 at 20h40 | Permalink

    O adesivo precisa ir colado bem no meio da tela.

  2. Posted 29/12/2009 at 15h10 | Permalink

    Como o paulista passa mais tempo preso no engarrafamento q em casa com a família, nada mais “inteligente” q transformar o transporte em sua 2ª casa. Para q ng reclame mais, nada melhor q a politica do pão e circo! “Encham os ônibus de televisões, passem novelas, assim os passageiros vão parar de pensar e n teremos mais reclamações”
    Todo mundo (capitalista) sai ganhado! A Globo passa a ter mais seguidores, as empresas ganharão com o aumento da passagem e veiculação da programação e o povo ganha terapia de 5ª categoria p amenizar o sofrimento do engarrafamento!

  3. Posted 13/01/2010 at 15h41 | Permalink

    Fico puuuuuuto com esta bosta de TV no bus! Fiz um post em meu blog tempos atrás, mas de um modo geral a população não tem opinião contra isso, e devem até gostar. Uma pena!

  4. thais
    Posted 24/01/2012 at 14h31 | Permalink

    Pessoas me adicionem no Facebook eu tenho um grupo não somos escravo da tv …entrem lá participem…

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*