Dia Mundial Sem Carro: experimente

carfree02

arte: singer / world carfree network

Enfrentar a dependência do automóvel e suas patologias associadas parece tarefa impossível para um número cada vez maior de pessoas e para grande parte dos governantes.

Quem possui um carro (e algum dinheiro para sustenta-lo), passa a não enxergar nenhum outro horizonte de mobilidade urbana.

Do outro lado, vultuosos montantes envolvidos na construção e manutenção de tudo que os carros precisam para rodar (ruas, pontes, avenidas, combustível, pneus, autopeças, estacionamentos…) e quase 100 anos de técnicas de planejamento urbano e de políticas públicas voltados para atender o fluxo sempre crescente de automóveis deixaram o poder público amarrado ao problema, sem enxergar nem conseguir agir em favor das alternativas (a não ser quando a saturação de carros começa a ser um problema para os próprios carros).

Somado a estes elementos, interesses privados monumentais sustentam e estimulam o desperdício e o individualismo associados ao automóvel, em uma indústria responsável por boa parte do dinheiro em circulação no planeta (junto com as indústrias da guerra e do tráfico de drogas).

A epidemia mundial de cidades degradadas pela presença marcante do automóvel se alimenta desta tríade: indivíduos dependentes, iniciativas privadas altamente lucrativas e poder público inerte e/ou interessado no estímulo ao automóvel.

O Dia Mundial Sem Carro tem seus primeiros registros em São Paulo  no ano de 2004, com grupos de ciclistas e a ANTP. Em 2005, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente do Município passou a apoiar a data. Nos anos seguintes, outras organizações também se juntaram ao processo.

A proposta do Dia Sem Carro é, em primeiro lugar, experimentar outras formas de deslocamento e deixar o carro em casa. Vivenciar a cidade, seus problemas e belezas de maneira não-mediada é um remédio surpreendente para a carrodependência,  um antídoto para a degradação do tecido social, podendo inclusive resultar em transformações coletivas maiores e inesperadas.

Infelizmente em São Paulo ainda não há nenhum estímulo público para que essa “difícil” experiência seja feita (frota total de ônibus nas ruas, descontos em tarifas, criação de corredores temporários de ônibus ou bicicletas, transformação de áreas de fluxo em locais de convivência, etc). Mesmo assim, uma parte significativa dos deslocamentos feitos por automóvel compreendem pequenas distâncias (ir até a padaria, escola, supermercado, visitar amigos, etc) e nestes casos o automóvel pode facilmente ser substituído por uma caminhada, um ônibus ou uma bicicleta.

Além disso o Dia Sem Carro é um momento de reflexão sobre o impacto do automóvel nas cidades e sobre a carrodependência urbana, momento de exigir condições de deslocamento dignas para quem não possui automóveis e de promover suas alternativas.

Confira abaixo a programação da semana do Dia Sem Carro 2009 em São Paulo (mais atividades adicionadas ao longo do dia). Aos leitores de outras cidades, pedimos desculpas mas neste ano não foi possível dar conta de divulgar tudo o que vai acontecer no Brasil. Para informações sobre outras paragens, visite a rede de notícias ou acompanhe o twitter.

pre-massacritica4

[arte: Iniciativa / em PDF- p/ imprimir e colar por aí]

SEGUNDA-FEIRA (21)

* Debate “A importância de um Plano de Transportes em SP” – das 19h30 às 21h30 – Tucarena

TERÇA-FEIRA (22)

* Vaga Viva – das 7h às 19h – r. Padre João Manoel X Av. Paulista

* Praia do Tietê – das 9h às 12h30 – próx. à ponte das Bandeiras

* Cortejo da trupe Os Sustentáveis pelas ruas do centro – das 10h às 14h – Sesc Carmo

* Exibição do vídeo Sociedade do Automóvel / bate papo sobre mobilidade urbana (Thiago Benicchio – apocalipse motorizado / Eduardo José Daros – Abraspe) – das 16h às 18h (bate papo às 17h) – Sesc Vila Mariana

* Bicicletada do Dia Mundial Sem Carro – a partir das 18h – Praça do Ciclista

* intervenção Os Autoólicos Anônimos – das 18h às 20h30 – Sesc Santana

* debate Plano Diretor Estratégico e Mobilidade – às 19h – Sindicato dos Engenheiros

* pedalada do CAB no Dia Sem Carro – a partir das 20h30 – Extra Morumbi

Share

3 Comments

  1. gatti
    Posted 21/09/2009 at 13h11 | Permalink

    Ponha um prazer no meio de suas pernas…
    ande de bike!
    ah e ñ esqueça de sorrir tb!
    bike é vida!

    Gatti

  2. Margarete Storto
    Posted 21/09/2009 at 17h35 | Permalink

    ESTACIONAMENTO GRATUITO PARA BICICLETAS NO DIA MUNDIAL SEM CARRO

    Em 22 de setembro é celebrado o Dia Mundial sem Carro, data em que todos no planeta são convidados a deixar seus veículos em casa e se locomover só com meios de transporte alternativos, como a bicicleta. Aos ciclistas que decidirem aderir ao movimento, a rede de estacionamentos Maxipark vai oferecer estadia grátis em 22 unidades espalhadas pela capital e grande São Paulo.

    Para desfrutar desse serviço, basta que o usuário vá, no decorrer do próximo dia 22, até um dos estacionamentos participantes*. Só serão recebidas bicicletas com corrente e cadeado de segurança. “Com essa ação, esperamos incentivar os paulistanos a trocar o carro pela bicicleta. Trata-se de um movimento importante, pois chama a atenção para questões sensíveis como a poluição do ar, a demanda por mais ciclovias e o respeito aos pedestres”, destaca o presidente da Maxipark, Paulo Frascino.

    * Estacionamentos Maxipark participantes: Sede Nestlé (Av. Chucri Zaidan, 246 – Itaim Bibi); Edifício Comercial Plaza Alphaville (Alameda Rio Negro, 1084 – Alphaville); Condomínio Ed. Avenida Paulista (Av. Paulista, 2.202 – Consolação); Ginásio do Ibirapuera (R. Manoel da Nóbrega, 1.361 – Moema); Metrô Ana Rosa (Av. Vergueiro, 2727 – Vila Mariana); Confort Oscar Freire (R. Oscar Freire, 1948 – Jardim Paulista); Loja Pernambucanas (R. Deputado Lacerda Franco, 68 – Pinheiros); Banco HSBC (Av. Vital Brasil, nº 214/216 – Butantã); Onne Unigolf Pátio (Rua Orobó, 125 – Alto de Pinheiros); Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 824 – Consolação); Banco HSBC (Rua Gastão Vidigal, 2090 – Vila Leopoldina); Banco Itaú (Av. Juscelino Kubistchek, 1200/1300 – Vila Olímpia); Banco HSBC (Rua Avelino Lopes, 32 – Osasco); Banco Bradesco (Av. Rio Branco, 112 – Centro); Edifício Paineiras (Rua Fiação da Saúde, 145 – Saúde); Banco HSBC (Praça da República, 511 – Republica); Edifício Setin Tower (Rua Fidêncio Ramos, 100 – Itaim Bibi); Special Garden (Rua Doutor Melo Alves, 53 – Jardim Paulista); Banco Bradesco (Av. Eng. Armando Arruda Pereira, 657 – Jabaquara); Hospital Mandaqui (Rua Voluntários da Pátria, 4301 – Santana); Lojas Pernambucanas (av. Tucuruvi, 400 – Tucuruvi); Banco Bradesco (Av. do Cursino, 1529 – Cursino).

  3. Kikavaidemagrela
    Posted 21/09/2009 at 19h39 | Permalink

    Fico aqui… naquela puta ansiedade pelo DIA MUNDIAL SEM CARRO! Numa espécie de adrenalina propulsora…!!!
    Por estes dias, andando – como sempre – em minha bicicleta enquanto eu girava… pensei numa palavra sinônimo para a BICICLETA e concluí: EMANCIPAÇÃO!
    Afinal, com a bicicleta nos libertamos de tantos formatos, sistemas e enquadramentos!
    Enfim, a BICICLETA NOS EMANCIPA de tudo (ou quase tudo)!!!
    VIVA A CICLOCIVILIZAÇÃO e outros afins co-relacionados…
    Até amanhã pessoal e que nos esbarremos em nossas magrelas, a pé, no metrô, ônibus…

4 Trackbacks

  1. By Dia Mundial Sem Carro « gira-me on 21/09/2009 at 20h25

    […] Mais informações no Apocalipse Motorizado […]

  2. […] Fonte: Blog Apocalipse Motorizado […]

  3. […] Bicicleta, Blogues, Dia Mundial Sem Carro, Massa crítica, Trânsito by allanpatrick Fonte: apocalipse motorizado, blogue de articulações e reflexões para superar a sociedade do automóvel […]

  4. […] Para comemorar o Dia Mundial Sem Carro, aproveito para colocar aqui a segunda parte da entrevista com Enrique Peñalosa. Se você perdeu a primeira, leia aqui. Apareça hoje na Bicicletada do Dia Mundial Sem Carro. […]

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*