Cidade acampamento

A chuva no final da tarde deve ter afastado os menos crédulos, mas pouco depois das 20h, quando nem uma gota caía do céu, cerca de 100 pessoas deixavam a Praça d@s Ciclistas para mais uma bicicletada em São Paulo.

Rolê pelas ruas da capital e mais algumas dezenas de ciclistas se juntam à massa. Panfletagem, conversa e diversão em movimento, trocando o barulho dos motores pelo giro do pedal, a fumaça pelo vento no rosto, o congestionamento de latas pela massa fluida dos veículos a propulsão humana.

De volta à praça, duas, três, quatro barracas começam a ser montadas no gramado: Bicicletada Camping, resgatando a convivência no espaço público.

Noite curta e divertida. Arte, conversa, música e um susto: um pedestre que voltava da balada para para conversar. Resolve se apoiar no guarda-corpo de madeira improvisado há quase um ano pela administração municipal. Em câmera lenta, a estrutura de madeira começa a ceder e o pedestre termina sentado sobre a mureta. Por pouco a noite não termina em tragédia.

A gambiarra de madeira foi improvisada pela Prefeitura depois da reforma nas calçadas da Paulista, no começo de 2008. A solução definitiva, ainda que solicitada algumas vezes durante o ano passado, até hoje não saiu do papel. Na praça, o “protótipo” de metal é figurativo. Os usuários da praça também aguardam há mais de um ano a volta dos paraciclos instalados na véspera do Dia Sem Carro de 2007, retirados para a reforma e jamais instalados novamente.

relatos, fotos e vídeos
álbum de fotos no flickr ou multiply

Share

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*