O eixo do bem

Na última sexta-feira de julho, centenas de convidados-anfitriões participaram do sexto aniversário da Bicicletada paulistana.

Duzentos, trezentos ou quatrocentos, não importa: celebraram o encontro na Praça do Ciclista, a panfletagem, a conversa, a arte, a música, o pedal e os sorrisos.

curitiba: felipe

No final da noite, o Bonde de Curitiba levou mais de 30 participantes da bicicletada paulistana para a capital do Paraná.

Os passageiros do bonde engrossaram o caldo das 150 pessoas que transformaram as ruas curitibanas durante a bela manhã de sábado.

A Bicicletada é um nome impróprio, substantivo coletivo vindo do inglês “Critical Mass” (Massa Crítica).

Substituição temporária do paradigma de mobilidade humana, oportunidade não-condicionada de convivência, atividade de resgate e humanização dos espaços, diversão, acontecimento.

Encontro de seres vivos que acontece uma vez por mês ou por dia, podendo significar também passeio, protesto, manifestação, confraternização de amigos (des)conhecidos nos espaços públicos.

curitiba: felipe

A massa transforma as ruas,

a experiência é de liberdade.

são paulo: luna rosa

Cessa o barulho, aparecem as vozes;

Sai o perigo, surge o prazer.

curitiba: felipe

Sorrisos em trânsito se tornam visíveis.

A cidade é outra quando passa a massa.

são paulo: luna rosa

Por alguns instantes, podemos ir e vir.

Sem ameaças, sem buzinas, sem fumaça.

curitiba: falansterios

Quem participa experimenta outra cidade.

O trânsito humano é seguro e agradável.

Uma vez por mês, o impossível acontece.

Nas ruas, sonhos celebrados em tempo presente.

curitiba: luna rosa

Interferência real que abre horizontes na fuligem,

promovendo alternativas e fomentando a mudança.

curitiba: falansterios

Sem heróis, sem líderes e sem fronteiras,

longa vida à massa crítica!

são paulo – juliana diehl

são paulo – curitiba
blog transporte ativo – relato
contraponto e fuga – relato e fotos
luna rosa – fotos (multiply)
luna rosa – fotos (flickr)
ciclobr – fotos

são paulo – fotos
carlos alkmin
fabiano
flecha – cmi
juliana dihel
luddista
tessie

são paulo – fotos e relatos
cicloativando I
cicloativando II
falanstérios
panóptico
pedalante

são paulo – vídeos
tessie I
tessie II

curitiba – fotos e relatos
aninha
bicicletada curitiba
ciclista urbano cwb I
ciclista urbano cwb II
falanstérios
pedalante

curitiba – fotos
adriano
bicicletada curitiba
bikecicletas I
bikecicletas II
bikecicletas III
ciclobr
fabiano
fahrad I
fahrad II
fahrad III
falanstérios
felipe
pedalante I
pedalante II
pedalante III
tessie

curitiba – vídeos
daniel
henrique
peters
plá I
plá II

serra da graciosa
fotos – ciclobr
fotos – fabiano
fotos – fahrad
fotos – falanstérios
fotos – márcio campos
relato – aninha
relato – falanstérios

Share

10 Comments

  1. Posted 04/08/2008 at 9h26 | Permalink

    Lindo, parabéns a todos.

  2. Gunnar
    Posted 04/08/2008 at 9h47 | Permalink

    Isso foi bem legal.

  3. Sílvio Tambara
    Posted 04/08/2008 at 10h29 | Permalink

    Longa vida à Massa Crítica!!!!!!!!!!!!!

  4. Wolfgang
    Posted 04/08/2008 at 11h04 | Permalink

    Passei pela praça do ciclista na hora da concentração, estava a caminho de um compromisso, mas deu uma vontade de participar…

  5. Posted 04/08/2008 at 11h57 | Permalink

    Mto bom post.
    Ab

  6. Posted 04/08/2008 at 16h39 | Permalink

    Revendo agora o artigo reparei melhor no jogo das fotos … muito bacana.

  7. Posted 05/08/2008 at 10h37 | Permalink

    Relação texto e imagens perfeitas!!

    Obrigado pela companhia amigo!!

    Vc fez sucesso com seu boné de Pirocptero hehehe!!

    Abraços

  8. Posted 05/08/2008 at 15h18 | Permalink

    Olá.
    sou de joinville e faço parte do movimento passe livre de joinville.
    Estou preparando uma fala sobre mobilidade urbana, enfatizando em transporte coletivo….
    gostaria de trocar emeios sobre algumas questões…..
    vc poderia passar seu contato ?
    abraço

  9. Posted 06/08/2008 at 22h35 | Permalink

    Luddista,

    Pra variar…. a forma como você coloca as coisas impressiona. É como eu disse para a Highlander (rsrs)…. uma vez ela me perguntou quem era você. Eu falei “bom… gabaritadíssimo esse aí…”
    Linda vinculação. Adorei.

  10. Posted 29/08/2008 at 9h54 | Permalink

    Estou acompanhando a programação da Bicicletada e de todo o movimento, afinal sempre fiz o possível para preferir bike, transporte coletivo ou “sola” em todos meus deslocamentos.

    Participei pela primeira vez da bicicletada nesta edição “eixo do bem”, de25/07. Fez jus ao nome. Aproveitei para fotografar e fiquei feliz de ver que já foi publicado aqui o link para meu álbum (ver acima, em São Paulo – fotos)

    Também comprei a revista “Vida Simples” edição especial “Vá de Bike” e vi que vocês tiveram a merecida exposição. A revista InDicas, que circula no Brooklin, tem como matéria de capa “A Hora e a Vez das Magrelas”. Ou seja: “demorou” para a mídia e autoridades se tocarem de que esta é a tendência.

    Quero aproveitar para mencionar dois episódios que flagrei na Bicicletada:

    1 – Um motoboy folgado, com baú e tudo, passou por entre a massa crítica na R. Vergueiro. E ainda queria bater boca com um dos organizadores.

    2 – Um senhor, aparentemente das camadas mais humildes da população, mas nada humilde na atitude, berrou “Lugar de bicicleta é no parque” enquanto a massa crítica passava por uma rua de pouco tráfego no Paraíso. Ele próprio não estava sendo prejudicado em nada, mas decerto é alguém que deveria ir ao trabalho de bicicleta.

    É, ainda temos que conviver com isso, para dizer o mínimo…

2 Trackbacks

  1. […] Relato e fotos (e links roubados) do Apocalipse Motorizado […]

  2. By Destino: Curitiba « Bicicleta na Rua on 27/08/2009 at 20h57

    […] O primeiro encontro nacional de Bicicletadas ocorreu em julho de 2008 e contou com a presença de 138 pessoas participando da Bicicletada Curitiba e mais 26 cicloturistas descendo a Graciosa. Quem esteve nessa primeira edição com certeza quer estar presente novamente. Duvida? Dê, então, uma olhada nas fotos e relatos do ano passado. […]

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*