Enquanto isso, em Nova Iorque

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=oUkiyBVytRQ]

Mais um pequeno capítulo da batalha Nova Iorque X Massa Crítica aconteceu na última sexta-feira.

Depois da decisão da Suprema Corte de invalidar a medida municipal que exigia uma autorização para a bicicletada local, a repressão à massa crítica (que começou durante a convenção republicana de 2004) virou uma mistura de questão pessoal e política do pequeno terror.

Segundo o site ghotamist, o policial que agrediu o ciclista foi recolhido à trabalhos burocráticos, “perdeu a arma e o distintivo”. Já o ciclista foi acusado de “tentativa de fuga e resistência à prisão”.

Além de imputar culpa a vítima, cabe uma pergunta: será que o policial teria sido expulso se não tivesse sido a estrela de um vídeo? Provavelmente não.

Na escala de punições dos EUA, antes da detenção, existe a multa. A multa é uma punição amplamente difundida na repressão à “atos ilegais no espaço público” em várias cidades estadunidenses.

Em Nova Iorque, a primeira escala de repressão aconteceu após a convenção republicana e foi marcada por muita brutalidade e centenas de prisões.

As táticas de contenção de massas da polícia local passaran pelo arremesso de “redes de pesca” contra os ciclistas, pelo disparo de armas sonoras ou bombas de tinta (que marcavam os ciclistas para serem pegos depois). Além, é claro, dos universais sopapos, chutes e uso de armas químicas.

Em seguida, a contínua decadência da “imunidade patriótica” dos órgãos de repressão internos transformou a multa em principal arma da polícia. Campainhas fora de tom ou luzes com a bateria fraca eram motivos de punição-provocação durante as bicicletadas. E tome advogado.

O clima segue tenso no coração do império e as bicicletas em Nova Iorque ainda não circulam tão felizes quanto as de Portland.

Not an isolated incident

cop lies, the spirit of critical mass dies

Share

10 Comments

  1. Posted 30/07/2008 at 8h51 | Permalink

    Modus Operandi, aqui como lá, o Estado policialesco, faz escola.
    “Dizem que ela existe para proteger…”

  2. pedroks
    Posted 30/07/2008 at 9h26 | Permalink

    Desnecessário, totalmente desnecessário.

  3. Luís Abeid
    Posted 30/07/2008 at 11h02 | Permalink

    E eu que pensei que nossa polícia era a pior de todas…

  4. Posted 30/07/2008 at 11h14 | Permalink

    E assim continuam a controlar e a manipular a população, atraves da distorção dos fatos e da informação, da repressão, violência. E em último caso, eles ainda tem a bomba atômica neh?

    “Quando o poder do amor superar o amor ao poder o mundo conhecerá a paz.” (Jimi Hendrix)

  5. Posted 30/07/2008 at 11h21 | Permalink

    E soluções que eh bom nada neh.

  6. Lindóia
    Posted 30/07/2008 at 11h32 | Permalink

    Lamentável…
    Na mesma linha, da truculência policial, quem viu o Datena esta semana na TV?
    Ele defendeu o policial que atirou no brasileiro que furou o bloqueio. Segundo ele “nos EUA tem uma lei que o policial tem que atirar pra matar” e que, ainda segundo ele, lá não é como aqui no Brasil que “se o policial levantar a arma pra bandido já vai preso”. Pra que atirar no pneu se vc pode atirar no peito?
    Quanta besteira…quanto ódio…quanta ignorância….
    Polícia não é pra bater, pra matar, pra fazer o serviço sujo que os almofadinhas de plantão não têm coragem de fazer por eles mesmos.
    Bom, pelo menos não deria ser…

  7. Posted 30/07/2008 at 13h08 | Permalink

    NY afasta policial após vídeo de agressão no YouTube.
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u427480.shtml

  8. Posted 30/07/2008 at 14h39 | Permalink

    Esperamos que a justiça seja feita, que os ciclistas agredidos e violentados contratem bons advogados, e que estes bons advogados movam ações milionarias contra a prefeitura, prefeito e policiais agressores.

  9. Claudio Ribeiro
    Posted 30/07/2008 at 20h39 | Permalink

    A diferença é que lá se faz justiça, quando um cara sofre na mão do Estado a Justiça faz valer os direitos dele.

    quanto ao Dapena, esquece esse cara, ele ta la pra servir…e depois ir cobrar umas medalinhas de puxa-saco !

  10. Posted 31/07/2008 at 13h00 | Permalink

    Mais que 1,000.000 hits … wow!

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*