Quem atrapalha os ônibus?

A qualquer hora do dia ou da noite, em frente a uma emissora de tevê no bairro do Sumaré…

Compartilhe

9 Comments

  1. Claudio Ribeiro
    Posted 07/04/2008 at 21h34 | Permalink

    Luddista, dá uma olhada nessa materia.
    é do Estadão de hoje (07/04/2008)

    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080407/not_imp152259,0.php

    vou destacar um trecho aqui, pois achei isso ridiculo.Pego esse trem todo santo dia e nunca, mas nunca mesmo, anão ser nos fim de semana, vi vazio !

    “Outro fator importante, que influencia muito no excesso de veículos circulando na região, é a falta de opção de transporte coletivo. Além do ônibus, a região é servida por uma linha da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que corre paralela à margem do Rio Pinheiros. “Ela só vai adiantar quando a Linha 4 do Metrô ficar pronta e houver uma conexão entre os dois”, diz Figueira. Apesar dos vagões terem até ar condicionado, eles costumam circular vazios ao longo do rio. “Se fossem implantados microônibus, que passassem pelo bairro, e levasse os passageiros até o trem, ele não seria assim tão subutilizado. Essa poderia ser uma saída até a conclusão das obras do Metrô”, diz Malta.”

    Subutilizado ? Circulam vazios?

    ESSE CARA NUNCA ANDOU NESSE TREM ! SOCORRO ! ME LIVREM DESSES OPIN[OLOGOS DE PLANTÃO !

  2. Claudio Ribeiro
    Posted 07/04/2008 at 21h39 | Permalink

    o dia que concluirem a linha amarela do metro aquel trem entra em pane total !

    enquanto a cptm insistir em manter tres ou quatro vagões nessa linha, nada vai resolver ali.

  3. Icthecat
    Posted 08/04/2008 at 10h18 | Permalink

    O pior é a moça que trabalha a 4km de casa e ainda sai em carro separado do marido, o vidinha besta que esse povo leva, credo!!!!

  4. Leonardo Cuevas
    Posted 08/04/2008 at 14h51 | Permalink

    Depois esse povo vai de carro numa academia pedalar numa bicicleta estática.

    Todo dia passo de bike ou de onibus do lado de fora de uma academia aqui na região do Horto, quase frente ao hospital da PM.

    Maior parte dos dias a rua fica cheia de carros com o pisca alerta ligado, enquanto seus donos estão pedalando na vitrine da academia.

    Eeee Laiâ

  5. Leonardo Cuevas
    Posted 08/04/2008 at 14h53 | Permalink

    (Retificando, maior parte dos dias no horário nobre – 19h)

  6. Ricardo
    Posted 09/04/2008 at 8h11 | Permalink

    “O problema é que as ruas ao redor são pequenas e não comportam o número de veículos gerados pelos edifícios comerciais.” O executivo mudou seus hábitos para não sofrer com o congestionamento da região. “Nunca saio antes das sete e meia da noite.”

    VIda boa a desse executivo

  7. Posted 09/04/2008 at 10h32 | Permalink

    Um relato “imparcial” sobre a viabilidade do transporte coletivo em São Paulo:
    http://miguelcomenta.wordpress.com/2008/04/09/tem-um-carro-a-menos-no-transito-paulistano/

    A dica foi de outro Miguel, do http://menos1carro.blogs.sapo.pt/

  8. Anderson
    Posted 10/04/2008 at 13h30 | Permalink

    Saiu no jornal aqui da Cidade:
    Transportes
    Não descarto o rodízio
    Entrevista: José Ivo Sartori (PMDB), prefeito
    http://www.clicrbs.com.br/jornais/pioneiro/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&edition=9637&template=&start=1&section=&source=a1823837.xml&channel=27&id=0&titanterior=&content=&menu=&themeid=&sectionid=&suppid=&fromdate=&todate=&modovisual=

    Estava demorando para acontecer…

    Abraco

  9. Posted 24/04/2008 at 8h14 | Permalink

    Pq não dizer q essa emissora é a MTV?

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*