Contra a propaganda automobilística

fora da linha

Texto de Sérgio Augusto no caderno “Aliás” de ontem:

“Proibir a comercialização de birita nas rodovias e dar um chega-pra-lá naqueles comerciais idiotas, que associam cerveja e outros drinques a praias, bundas e marombeiros, é, sem dúvida, um bom começo. Mas o problema é mais complexo. E quem beber além dos 50 metros da rodovia ou em casa, antes de pôr o pé na estrada? E por que não investir contra os comerciais de automóveis? Afinal de contas, eles só se preocupam com promover a potência dos motores, incentivando os machões do volante, que não são apenas aqueles que entornam antes de dirigir, mas também os abstêmios que cantam pneu no asfalto, ultrapassam sinais, participam de pegas e serpenteiam em alta velocidade por ruas e estradas, como se estivessem numa pista de Fórmula 1.

Nos últimos dez anos, 327.469 pessoas morreram em acidentes de trânsito no Brasil. A média anual é de 35 mil mortos. São números de guerra, incrementados por motoristas alcoolizados (que, se for promotor, como Wagner Juarez Grossi, que no dia 7 matou um casal e uma criança, em Araçatuba, não vai preso), irresponsáveis com as costas largas (como o professor de educação física Paulo César Timponi, que apesar de envolvido na morte de três mulheres, num acidente em Brasília, beneficiou-se, na segunda-feira, de um habeas-corpus concedido pela desembargadora Sandra de Santis), e pela incúria dos órgãos públicos.”

Dirija fora da linha – Panóptico

Share

4 Comments

  1. Anderson
    Posted 22/10/2007 at 14h58 | Permalink

    Só para acrescentar: você pega uma revista e veja quanta propaganda sobre carros há. Tem de todo o tipo. A mentalidade em torno do assunto veículo beira muitas vezes a insanidade, pra não dizer outra coisa.

    Tá com pressa, nervoso, deprimido, solitário, desiludido, confuso, inquieto? Vá de bike. Duvido que não se sinta melhor, depois.

    Abraco

  2. Posted 22/10/2007 at 15h48 | Permalink

    salve…
    acompanho o blog…
    parabéns!!!
    Em joinville- sc, cidade que vivo, tem um pessoal que está pensando em fazer algo semelhante a bicicletada, e tbm ja existe uma ass. de ciclistas.
    abraços.

  3. Silvio Tambara
    Posted 22/10/2007 at 23h12 | Permalink

    O que eu mais gostei nesse texto foi que o cara deu nome e sobrenome dos cagões.

    Maikon, manda ver nessa bicicletada. Anderson, concordo plenamente, a bicicleta é um santo remédio.

  4. Posted 29/10/2007 at 21h26 | Permalink

    Luddista,

    Veja a propaganda dessa montadora alemã:
    http://www.criancaeconsumo.org.br/imprensa/661.html

    Trágico ou seria uma comédia.

3 Trackbacks

  1. […] Contra a propaganda automobilística […]

  2. […] Contra a propaganda automobilística […]

  3. […] Contra a propaganda automobilística (Panóptico) […]

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*