SP em movimento – estatísticas sobre mobilidade


(tela inicial do São Paulo em Movimento – Prefeitura)

Os dois órgãos executivos responsáveis pela mobilidade em São Paulo nunca conversaram. De um lado a bem-equipada e moderna CET. De outro, a capenga e sucateada SPTrans, responsável pelo serviço transporte público na capital (aí incluídos os taxis).

A CET, que deveria se preocupar com a circulação de todos os habitantes, consolidou-se como gerente do caos motorizado, responsável quase que exclusivamente pelo “bom” fluxo das ruas, ou seja, tem como missão garantir ao menos 10km/h de velocidade média para os 30% possuidores de automóveis.

A SPtrans surgiu com a extinção da antiga CMTC (empresa estatal que gerenciava os ônibus da capital). Sua estrutura é precária, seus postos de venda parecem saunas e o atendimento ao público é péssimo.

Uma comparação entre os sites dos dois órgãos é um bom começo para entender quais são as prioridades desta cidade.

De qualquer forma, uma pequena iniciativa reuniu as duas empresas públicas, pelo menos no campo virtual. Trata-se do São Paulo em Movimento, site que reúne informações e estatísticas sobre transporte público e trânsito em São Paulo.

Como o próprio nome já diz, são “dados básicos” e extremamente limitados. Não há, por exemplo, informação sobre a média de congestionamentos, número de deslocamentos por bicicletas, poluição emitida pelos diferentes meios de transporte ou tipos de infrações mais freqüentes.

É interessante descobrir, por exemplo, que a cidade tem apenas 158 vagas para deficientes físicos, ou que apenas 550 dos 17.000 km de ruas são monitorados pela CET.

As novidades descobertas no São Paulo em Movimento foram adicionadas à seção Apocalipse em Números que, cá entre nós, está bem mais completa que o site oficial.
Share

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*