47a Bicicletada = pedestre + bicicleta – carro


Troca de idéias para o Dia Sem Carro na Praça do Ciclista.
foto: Rodrigo Sampaio

Ao redor do mundo se multiplicam ações pela construção de cidades mais humanas e de um mundo mais sustentável e menos violento. Ações anti-consumo, anti-carro, anti-guerra, anti-globalização corporativa, em favor da criatividade, dos meios de transporte sustentáveis, da convivência no espaço habitado e da valorização da diversidade cultural e econômica.

Na última sexta-feira (25) mais de 300 pessoas se manifestaram contra a violência motorizada que matou outro ciclista nas ruas de Brasília. Em outras 30 cidades do planeta uma série de atos marcou o aniversário de um ano do furacão Katrina, o primeiro grande desastre causado pelo aquecimento global do planeta.

Em São Paulo, a sexta-feira com 155km de congestionamento (15km de carros a mais do que média no horário, de 140km) teve mais uma edição da bicicletada. Foi a oportunidade para planejar atividades para o Dia Sem Carro, trocar idéias, consertar as placas da Praça do Ciclista e pedalar até o centro, onde aconteceu a primeira massa crítica na faixa de pedestres.

fotos luddista
vídeo – bicicletada e massa crítica na faixa de pedestres
vídeo no google vídeo
panfleto sobre o dia sem carro
panfleto em qual cidade você quer viver?
panfleto compartilhe a rua

Share

6 Comments

  1. Michel
    Posted 30/08/2006 at 20h29 | Permalink

    Não deu para perceber, tinha algum semáforo/sinal/farol no trecho da faixa de pedestres em que vocês fizeram a massa crítica?

  2. luddista
    Posted 30/08/2006 at 21h17 | Permalink

    Não, nenhum semáforo/sinal/farol. E onde não há sinalização específica, a preferência é sempre do pedestre.

  3. Rodrigo Sampaio
    Posted 31/08/2006 at 0h38 | Permalink

    Putz… genial esse lance da Massa Crítica! Pena que eu fui embora antes de rolar e não pude participar. Parabéns pelo vídeo Thiago! Abraços.

  4. Willian Cruzhttp://freeride.blig.ig.com.br
    Posted 31/08/2006 at 3h19 | Permalink

    O engraçado foi o cara da pickup da CET avançando em cima de uma senhora que ainda atravessava a rua. Eu estava na calçada e falei pra ele “ô, olha o pedestre…” e o cara ficou resmungando alguma coisa ininteligível, parecia aquele cachorro, o Rabugento.

  5. Willian Cruz
    Posted 31/08/2006 at 3h19 | Permalink

    O engraçado foi o cara da pickup da CET avançando em cima de uma senhora que ainda atravessava a rua. Eu estava na calçada e falei pra ele “ô, olha o pedestre…” e o cara ficou resmungando alguma coisa ininteligível, parecia aquele cachorro, o Rabugento.

  6. Michel
    Posted 01/09/2006 at 14h33 | Permalink

    Obrigado, luddista.
    Exatamente, você tem toda a razão.

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*