Revitalização da Praça do Ciclista na 46a Bicicletada


fotos: Eduardo Bernhardt – transporte ativorecicloteca // gira – integração sem posse)

Sexta-feira, 18h, trânsito leve depois da semana mais poluída do ano na capital.

Além dos participantes paulistanos, a 46a Bicicletada de São Paulo teve a ilustre presença de dois cariocas da Transporte Ativo, que nos ajudaram na atividade de “revitalização” da Praça do Ciclista.

A Praça do Ciclista é um gramado que serve de base para uma estátua doada pelo governo venezuelano em 1978. Apenas um banco para sentar, muita fuligem no chão, um mastro sem bandeira e nenhuma cesta de lixo.

O espaço no canteiro central da avenida Paulista, ponto de encontro das Bicicletadas, foi batizado em fevereiro de 2006, durante a 41a Bicicletada. Na metade de julho, as placas desapareceram. Decidimos recolocá-las.

Depois da atividade, conversa, panfletagem, troca de experiências, chimarrão e uma pedalada para celebrar a locomoção sustentável na capital.

46a Bicicletada – streaming no YouTube
video (with english subtitles)
46a Bicicletada – streaming no Google Video
46th Critical Mass video – with english subtitles
46a Bicicletada – download no archive.org
Panfletagem – Transporte Ativo

41a Bicicletada – inauguração da Praça do Ciclista

Share

8 Comments

  1. Anonymous
    Posted 01/08/2006 at 10h14 | Permalink

    Essa coisa da placa eu acho bobagem, todo o resto é interessante, mas renomear o logradouro? Não, não. Porque não tentar de forma oficial? Já pensou o pessoal que tem que fazer entregas confundindo a sua placa com a oficial (se não houver, pior ainda)… Sem contar que os nomes dos logradouros são dados algumas vezes para pessoas que fizeram coisas importantes para a coletividade, quem vocês despejaram da praça?

  2. Anonymous
    Posted 01/08/2006 at 18h27 | Permalink

    não há nenhuma placa no local, ninguém conhece o nome daquele canteiro…

  3. Eduardo Bernhardthttp://www.ta.org.br
    Posted 01/08/2006 at 18h38 | Permalink

    Na verdade parece que o lugar nem é oficialmente uma praça, por isso não tem nome. Fora os ciclistas, e transeuntes que param no ponto de ônibus ninguém vai passear lá, quiçá fazer alguma entrega. Não acho válido tentar oficializar, pois certamente terá uma burocracia que desviará os esforços da verdadeira intenção da bicicletada batizar a praça: a humanização de um ambiente esquecido e a promoção da relação entre seres humanos, algo cada vez mais raro em nossa sociedade.

  4. Eduardo Bernhardt
    Posted 01/08/2006 at 18h38 | Permalink

    Na verdade parece que o lugar nem é oficialmente uma praça, por isso não tem nome. Fora os ciclistas, e transeuntes que param no ponto de ônibus ninguém vai passear lá, quiçá fazer alguma entrega. Não acho válido tentar oficializar, pois certamente terá uma burocracia que desviará os esforços da verdadeira intenção da bicicletada batizar a praça: a humanização de um ambiente esquecido e a promoção da relação entre seres humanos, algo cada vez mais raro em nossa sociedade.

  5. NINKI
    Posted 01/08/2006 at 19h22 | Permalink

    Pessoal,mais uma vez tiro o chapéu para vcs…Aqui em Poa a uns quatro meses não conseguimos realizar uma bicicletada…porque chove ou porque tem pouca gente!Temos que “tomar vergonha na cara”,e fazer a manifestação mesmo com um número redizido de ciclistas…
    Quanto a praça ter ou não nome oficial,não vamos perder tempo com isso!Aqui em Poa,muitas ruas tem o nome oficial,mas usamos outros nomes…
    Mais uma vez,meus parabéns!!!

  6. andrehttp://transito.zip.net
    Posted 03/08/2006 at 16h30 | Permalink

    tá difícil de colar, mo saudade… força no pedal!!!!!!!

  7. andre
    Posted 03/08/2006 at 16h30 | Permalink

    tá difícil de colar, mo saudade… força no pedal!!!!!!!

  8. Carlos Ortega
    Posted 08/08/2006 at 20h51 | Permalink

    MUITO SHOW!! Os videos estao ficando cada vez melhor, esse ultima ja tem pinta de documentario profissional.

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*